sábado, 12 de abril de 2014

Lionel Gonçalves, criador do 'Bee or not to be', luta contra o extermínio das abelhas

Professor revela que o problema pode afetar produção de alimentos.


12/04/2014 às 08h54
Atualizado em 12/04/2014 às 08h54
Lionel Gonçalves participa do Programa do Jô desta sexta-feira (Foto: TV Globo/Programa do Jô)Lionel Gonçalves participa do Programa do Jô desta sexta-feira (Foto: TV Globo/Programa do Jô)


No Programa do Jô desta sexta-feira, 11/04, o apresentador Jô Soares entrevistou o professor aposentado da USP, Lionel Gonçalves, que comentou sobre “síndrome do colapso de colônia”, que está afetando a vida das abelhas em todo o mundo. “Ela corresponde ao desaparecimento das abelhas”, contou. 
Essa síndrome foi diagnosticada nos Estados Unidos e sua principal causa é o uso de um pesticidade nicotinóide (à base de nicotina), cujo efeito pode ser devastador na abelha: ela sai da colmeia e “se esquece” de voltar, o que ocasiona sua morte e o definhamento progressivo da colmeia.
Ainda segundo Lionel, cerca de 80% da flora depende diretamente da polinização das abelhas e até 70% dos alimentos, que compõem um café da manhã completo, poderiam desaparecer em poucos anos se as abelhas se extinguissem. Lionel Gonçalves criou o movimento “bee or not to be” para alertar as autoridades e o público em geral sobre o problema. “Uma previsão catastrófica de Einstein falava que, se um dia, as abelhas desaparecessem da natureza, os homens desapareceriam em seguida”, revelou.

Veja reportagem na integra: 
http://gshow.globo.com/programas/programa-do-jo/O-Programa/noticia/2014/04/lionel-goncalves-criador-do-bee-or-not-to-be-luta-contra-o-exterminio-das-abelhas.html 

Um comentário: